12 de novembro de 2018

#Poesia 31 - Gota de tinta

Um quadro em branco
Em seu suporte
Meus pinceis espalhados
Dentro de um pote

Repentinas dúvidas
Sobre o que pintar
Nenhuma boa ideia
Nada a me inspirar

Vejo as cores
Contidas em cada lata
Cada uma esperando
Para ser usada

Pego um dos pincéis
Com azul vou começar
Molhado de tinta
Veio a respingar

Na tela sem arte
Uma gota de tinta
Estraguei minha obra
Na ideia que não tinha

Vou pintar qualquer coisa
A gota vou ignorar
Pego outras cores
O trabalho vai começar

Depois de tudo feito
Grande foi a surpresa
Aquela pequena gota
Era a joia da princesa

Texto escrito em 2013