20 de setembro de 2018

#Poesia 24 - Sem rimas

Escrevo-te ainda mais
Porque sei que não preciso rimar
Sei que só preciso de palavras
Sinceras e inteligentes
Que expressem meu âmago
Amadurecido e infantil
Entre diálogos ou brincadeiras
Discussões e afastamentos demorados
Coisas só nossas que me fazem feliz
Coisas entre nós que me entristecem
E me fazem escrever incansavelmente
Desejando mais um dia dessa convivência
Ou implorando para nunca mais lhe ver
Sem ter certeza do que é melhor
Apenas sabendo que continuarei registrando
Essas eloquências em palavras
Que nem ao menos são rimadas

Texto escrito em 2013